O que é a Depressão? | Chögyam Trungpa

transferir

Perguntas e respostas sobre a depressão pelo mestre Chögyam Trungpa – no livro “The Lion Roar” (O Rugido do Leão).

Pergunta: E sobre a depressão? Todas as coisas que o senhor falou parecem ser energias, emoções de energias, mas, um estado de depressão parece ser uma energia negativa, uma ausência de energia.

Chögyam Trüngpa: A depressão é uma das energias mais poderosas, uma das energias mais comuns que temos. É uma energia. A depressão é como um tanque de oxigénio que quer explodir, mas ainda está engarrafado. É um fantástico banco de energias, muito mais do que a agressão ou a paixão que são um tipo de desenvolvimento e que depois é manifestado. Elas são, de algum modo, frívolas, enquanto a depressão é a mais digna energia de todas.

Pergunta: Ainda não estou satisfeito. O senhor fala que é um banco de energia. Como é que o senhor  tira dinheiro do banco ou ele só fica lá dentro do cofre?

Chögyam Trüngpa: Bem, tente relacionar-se com a textura da energia numa situação de depressão. A depressão não é um espaço vazio, sem expressão; ela tem todo tipo de coisas inteligentes acontecendo dentro dela. Quero dizer, basicamente a depressão é extraordinariamente interessante, é um estado de ser altamente inteligente. É por isso que está deprimido. A depressão é um estado mental no qual sente que não tem saída. Então, trabalhe com a insatisfação dessa depressão. Seja lá o que houver dentro dela é extraordinariamente poderoso. Há todos os tipos de respostas dentro dela, mas as respostas estão escondidas. Então, de facto, acho que a depressão é a mais poderosa de todas as energias. É uma energia extraordinariamente desperta apesar de achar que está dormindo.

Pergunta: É porque ela limpa tudo? Poderia ser um tipo de vacuidade, um tipo de portal para a meditação. Quero dizer, neste tipo de depressão existe um sentimento de que absolutamente nada está acontecendo.

Chögyam Trüngpa: Bem, é isso. É uma coisa muito profunda. Ela tem as suas próprias texturas. Digamos que você se sinta extraordinariamente deprimido e não faz sentido fazer alguma coisa. Parece que está fazendo a mesma coisa toda de novo. Desiste da coisa toda, mas você não pode. E no todo, está extremamente deprimido e tentar não fazer algo é extremamente irritante. Porque deveria fazer alguma coisa? A coisa toda é absolutamente sem sentido. Sente-se extremamente para baixo. Tentar entrar nas coisas que costumava inspirar-lhe antes, deixa-o mais deprimido porque costumava sair [da depressão] por elas e agora não pode mais. Isto é muito depressivo e tudo é realmente comum extremamente comum e realmente real e você não quer mesmo fazer nada. É um peso muito grande que empurra-o para baixo. Começa a sentir que o seu tecto está mais pesado do que era que o chão começa a ficar mais pesado do que era. Há uma parede inteira feita de chumbo que te comprime para todos os lados e não há nenhuma saída. Até a sua respiração é metálica, ou de chumbo, ou muito grossa. Não há nenhum alívio. Tudo que esta depressão dá é realmente real e muito pesado. E não pode mesmo sair dela porque a ideia de sair de si mesmo dá mais depressão. Então, está constantemente engarrafado e empurrado para aquela situação e você gostaria de simplesmente se sentar.

Bem, se tudo piorar, então só tente sair. O que parece ser a única resposta é uma abordagem suicida. As coisas ficam mais pesadas e lentas. Encontrar amigos inspiradores, que costumam ajudar pessoas, tornam-se depressivos. Quando tenta colocar uma música que antes te alegrava, também dá depressão. Nada se mexe ainda. Tudo é negro, absolutamente negro.

Mas, ao mesmo tempo, está experimentando uma tremenda textura, a textura de como o samsara funciona o que é fantástico. Sente a textura de alguma coisa. Aquele divertimento não adiantou. Este também não. Voltar ao passado não funcionou; remeter-se ao futuro, também não. Tudo é feito de texturas e você pode sentir a depressão de um modo muito inteligente. Pode relacionar-se com ela completamente. E, uma vez que se relaciona com uma textura de algum tipo, como uma situação sólida que contém tremenda textura, tremendo cheiro, então a depressão torna-se numa bela estrada. Na verdade, temos que entrar numa depressão pesada e então senti-la.

Pergunta: Unido com a depressão.

Chögyam Trüngpa: Sim, você torna-se a depressão.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s