Praticar Mindfulness é regressar à vida.

20228571682_a5cf33fa94_o-768x515

Praticar o Mindfulness (atenção plena) é tornar-se vivo. A vida é tão preciosa, contudo nas nossas vidas diárias, somos carregados pelo nosso esquecimento, raiva e preocupações. Muitas vezes perdemo-nos no passado, incapazes de tocar a vida no momento presente. Quando estamos verdadeiramente vivos, tudo o que tocamos ou fazemos é um milagre. Praticar a atenção plena é retornar à vida no momento presente.

Praticando a atenção plena, vemos o sofrimento que é causado pela destruição da vida em toda a parte, e nós prometemos cultivar a compaixão e usá-la como fonte de energia para proteger as vidas das pessoas, animais, plantas e minerais. Quando vemos o sofrimento, a compaixão nasce em nós. Ela reflecte o primeiro sermão do Buda, que precisamos estar em contato com o sofrimento.

Pode-se dizer que existem dois tipos de sofrimento. Talvez 95% do sofrimento que sofremos todos os dias não é absolutamente necessário. Devido à nossa falta de percepção, causamos sofrimento a nós mesmos e aos outros, incluindo os nossos amados. Mas os 5% restantes nascem fora do contacto com o sofrimento real em torno de nós e dentro de nós. Estar consciente desse tipo de sofrimento traz compaixão, a energia necessária para nos transformarmos e ajudar a aliviar o sofrimento do mundo.

“A compaixão não é energia cega. Com ela, praticamos para aprender formas de proteger as vidas de pessoas, animais, plantas e minerais.”

Não perca a consciência do sofrimento que está acontecendo no mundo. Alimentar esse tipo de consciência por qualquer meio possível: imagens, contacto directo, visitas, e assim por diante. Temos que fazer isso para manter viva a consciência do sofrimento e da compaixão em nós. Mas experimentar muito sofrimento não é bom. Qualquer medicamento deve ser tomado na dosagem adequada. Precisamos permanecer em contacto com o sofrimento apenas na medida em que não vamos esquecer. Então a compaixão fluirá dentro de nós e será uma fonte de energia que podemos transformar em acção.

Muitas vezes as pessoas usam a sua raiva da injustiça social como base para a acção, mas isso não é sábio. Quando está com raiva, não está lúcido, e pode fazer muitas coisas prejudiciais. De acordo com o budismo, a única fonte de energia que pode ser útil é a compaixão, porque é seguro. Quando tem compaixão, sua energia nasce da compreensão . Não é energia cega. Com compaixão, praticamos a fim de aprender formas de proteger as vidas das pessoas, animais, plantas e minerais. Apenas sentir compaixão não é suficiente. Se não sabemos como ajudar, podemos fazer dano. É por isso que o amor deve ir junto com a compreensão.

Fonte: For a Future To Be Possible: Commentaries on the Five Wonderful Precepts – Thich Nhat Hanh Foto: David Gabriel Fischer

Anúncios

One thought on “Praticar Mindfulness é regressar à vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s