Centro Budista Tibetano Humkara Dzong no Algarve

malhao-1

O Centro Budista Tibetano Humkara Dzong é um centro de estudos e prática do Budismo Tibetano e pode ser visitado por qualquer pessoa, independentemente das suas crenças religiosas. Está aberto todos os dias . Fica no Malhão, no coração do Algarve interior um espaço lindíssimo, no cimo do monte com quase 600 metros de alturas com vista a 360º para o horizonte (de onde se pode ver o mar e as serranias verdejantes). A entrada é gratuita e livre. A entrada no Centro é ladeada por um conjunto de bandeiras evocativas de oração. São cinco cores, cada uma representando um elemento e estando associado a um ponto cardeal. A bandeira azul é a primeira – representando o céu e o poente; a branca simboliza as nuvens e o centro; a vermelha, o fogo e o nascente; a verde, o vento e a madeira e está associada ao norte; e por fim a amarela, que representa a terra e está associada ao sul.

Malhao-Stupa-3.jpg

O STUPA é um monumento, da tradição budista, que representa a mente de todos os seres iluminados – Budas. A sua construção obedece a uma série muito rigorosa de técnicas e sabedoria da cultura milenar do budismo tibetano.

O local escolhido para este Stupa teve em conta os princípios da geomancia, foi consagrado por S.S. Kyabje Trulshik Rinpoche e a sua construção foi orientada e acompanhada por Pema Wangyal Rinpoche, Rigdzin Pema Rinpoche  e Jetsün Yangchen-la.

Foi consagrado por Jigme Khyentse Rinpoche, Pema Wangyal Rinpoche, Rangdröl Rinpoche e por Jetsün Yangchenla em 24 de Outubro de 2008.  O Stupa é um símbolo do potencial que cada um tem para alcançar a iluminação.

Om Mani Padme Hum – O Poder do Mantra

170c23918a27028b6c57f7ea64253daf

Entoar um mantra é sempre um caminho que conduz a paz. Por isso, quem “mantra” seus males espanta!

O mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Mas é fundamental que pertença a alguma língua morta, na qual os significados e as pronúncias não sofram a erosão dos regionalismos por causa da evolução da língua. Existem mantras para facilitar a concentração e meditação, mantras para energizar, para adormecer ou despertar, para desenvolver chakras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los.

A vibração sonora faz nascer na nossa mente uma atmosfera de serenidade e como dizia Buda:

“O homem é aquilo que pensa.”

No Tibete utiliza-se o mantra como orações repetidas. É um caminho e um meio de alcançar paz e também a elevação da consciência ou iluminação.

Tudo o que pensamos concretiza-se na matéria, por esse motivo eles valorizam muito a palavra, ou seja tudo aquilo que falamos e pensamos.

O Mantra mais utilizado na tradição tibetana e associado ao Bodhisattva da Compaixão é o

Om Mani Padme Hum (pronuncia-se Om Mani Peme Hum).

Om – representa a presença de todos os Buddhas, o começo de todos os mantras a própria consciência ou a luz.

Quando entoamos o Om a função é libertar tudo o que precisa ser libertado dentro de nós, afastar o ego, orgulho e o apego. Esse mantra também protege e cria vibrações benéficas e salutares e ainda ensina a meditar no ritmo tranquilo e entrar em contato com a devoção.

Mani – significa a joia da compaixão, capaz de realizar todos os desejos. É o som da transformação, pois a jóia da mente (ou a pedra filosofal) que nos coloca em contacto com a eternidade. Ela também ajuda a fechar a porta de entrada de energias densas especialmente a inveja.

Também pode ser considerado a mente subtil, refinada e ligada com a compaixão por todos os seres, desta forma ela cria um padrão de pensamento positivo fazendo uma higiene mental e trazendo sensação de felicidade. E num nível mais avançado o desprendimento do sofrimento que os desejos nos causam.

Padme – significa a flor de lótus, aquela que nasce do lodo e floresce. Ou seja, ela nasce da escuridão, de onde há sujeira e dificuldade, abre as suas flores somente após ter subido além da superfície do lodo.

Cria emoções positivas e muito forte para quem tem dificuldades de lidar com as suas próprias emoções.

Hum – Essa sílaba representa a mente iluminada e funciona com um som de limpeza, dissipa as sombras. Eternidade e ajuda no sofrimento de sentimentos de raiva e ódio. Ele é a libertação de tudo que não faz parte ou é positivo para a nossa alma. É também o infinito, a Mãe Terra e a eternidade.

O significado literal do mantra seria – Oh! A joia do Lótus, ou da lama nasce a flor de lótus.

A união entre o homem e o universo.

Existe também outros benefícios que resultam da repetição deste mantra, incluindo a produção do mérito e destruição do karma negativo.

O poder do mantra está em apaziguar os pensamentos e elevar a consciência à vibrações energéticas mais subtis, proporcionando relaxamento e serenidade. Entoar um mantra é sempre um caminho que conduz a paz.

Por isso quem “mantra” seus males espanta!

Fonte: Om Mani Padme Hum – O Poder do Mantra

Novo emprego com ajuda do Feng Shui

Office desk

Feng Shui é uma corrente de pensamento chinesa que refere-se ao comportamento do fluxo de energias que nos rodeiam. As energias positivas e seus feitos e o trabalho de conversão das energias negativas para que se possa gerar algum benefício a partir da sua manipulação e controlo.

Essas explicações e metodologias podem auxiliar em alguns passos que damos nas nossas vidas. O controlo, em parte, das energias que nos rodeiam são capazes de gerar circunstâncias mais ou menos propícias para certos acontecimentos. Desta maneira, a procura por um novo emprego pode ser auxiliada pela nossa própria força de pensamento, como diz o Feng Shui.

Positividade

Um ambiente de pensamento positivo quando se fala na luta por um novo emprego envolve algumas circunstâncias práticas como:

– Planear-se: não fique “a Deus dará” esperando que uma nova oportunidade apareca. Planeie datas e prazos, assim como uma lista de preferências quanto às empresas e cargos.

– Corra atrás: O seu currículo não cairá do céu na mão do seu futuro chefe. Não limite-se à procura de vagas na internet, vá até a porta das empresas, apresente-se e defenda a sua causa.

As boas energias são essenciais para que estas atitudes mais práticas possam desenvolver-se. A insegurança da falta de um emprego não pode fazer com que se sinta menor. Continue pensando positivo, procurando oportunidades  e aproveitando-as.

Ganhe coragem para uma nova fase sem andar para trás! Com paciência e procura, a oportunidade certa aparecerá. Para que se possa aguardar em paz, cuide também das suas finanças no momento, saiba racionalizar o seu uso para que não haja aquela sensação de desespero pela falta de dinheiro.

Negatividade

Devido à todas as pressões das contas a pagar, tendemos, facilmente, a desanimar quando nos encontramos na situação de desempregados.

É de extrema importância não deixar este sentimento tomar a situação. Como é dito, é um momento em que são necessários tanto a coragem como a autoestima.

Espante quaisquer sentimentos que lhe deitem para baixo. Para isso utilize técnicas de purificação de energia por meio de plantas em ambientes em que costuma gastar mais tempo e/ ou com a cromoterapia. Cores podem ser grandes aliadas na sua autoafirmação e atracção de melhores energias.

Amarelo, representando prosperidade, e vermelho, representando sucesso, devem ser utilizados em roupas e decorações a fim de atrair novas oportunidades de sucesso.

Fonte: Júlia Zayas

O Pensamento de Confúcio

confucio-2

Confúcio foi um filósofo chinês com tamanha importância que o eco do seu pensamento possui um grande significado desde o ano 535 a.C até aos dias actuais. Ele viveu numa época em que prevaleciam as guerras e o caos. No entanto, ele nunca abandonou os seus esforços para encontrar e proclamar um caminho para superar as dificuldades através do conhecimento.

Quando ele tinha 50 anos, começou a viajar por toda a China. Na sua caminhada, ele revelou o seu pensamento, especialmente na forma de aforismos. A sua influência foi tão grande que logo começou a encher as praças e até mesmo os políticos e homens poderosos da época seguiam os seus ensinamentos.

O pensamento de Confúcio gira em torno da educação como uma fonte de virtudes. Ele prega principalmente três virtudes fundamentais: a Bondade, que gera alegria e paz interior; a Ciência, que permite dissipar as dúvidas; e a Coragem, que afasta todas as formas de medo. Partilhamos aqui algumas dessas frases de Confúcio que continuam válidas até hoje.

As ideias de Confúcio sobre como viver com sabedoria

Uma grande parte da filosofia de Confúcio é dedicada a fornecer cápsulas de sabedoria sobre como viver produtivamente e alcançar as virtudes. No seu pensamento nota-se um espírito tolerante, que defende a reflexão e a moderação no comportamento. Isto está incorporado em ideias como as seguintes:

“Algum dinheiro evita as preocupações; muito dinheiro as atrai”.

“Tudo tem sua beleza, mas nem todos podem vê-la”.

“Quando o objectivo parece difícil, não mude o objectivo; procure uma nova maneira de alcançá-lo”.

“Aquele que domina a sua raiva domina o seu pior inimigo”.

“É melhor acender uma vela do que amaldiçoar a escuridão”.

“A música produz um tipo de prazer sem o qual a natureza humana não pode viver”.

“A vingança perpetua o ódio”.

“Os vícios chegam como se fossem passageiros, visitam-nos como hóspedes e permanecem como donos”.

“Nunca faça apostas. Se sabe que vencerá o outro, é um vigarista… E se não sabe, é um tolo”.

A coerência, uma prova de virtude

No pensamento de Confúcio, aparecem várias referências à importância da coerência entre a forma de pensar, sentir e agir. Ele rejeita a artificialidade, exalta a simplicidade e dá muita importância ao comportamento das pessoas, porque ele revela a validade das palavras.

“O homem superior é modesto na fala, mas excede nas suas acções”.

“A linguagem artificial e um comportamento adulador raramente acompanham a virtude”.

O tipo mais elevado de homem é aquele que age antes de falar, e pratica o que professa”.

“Conhecer a justiça e não praticá-la é covardia”.

“Assim como a água toma a forma do recipiente que a contém, um homem sábio deve adaptar-se às circunstâncias”.

“Dê um peixe para um homem e ele comerá um dia. Ensine-o a pescar e ele comerá por toda vida”.

“A sabedoria preocupa-se em ser lenta nos seus discursos e diligente nas suas acções”.

“Somente os grandes sábios e os tolos são incompreensíveis”.

O relacionamento com os outros

Na filosofia de Confúcio existem muitas reflexões que nos propõem medidas adequadas para um bom relacionamento entre as pessoas. O respeito deve ser a base de qualquer sociedade e a generosidade é um bem máximo, que dá boa sorte e felicidade para aqueles que a praticam. Ele incentiva a ideia de julgar os outros com bondade e manter a harmonia entre as pessoas. Aqui estão alguns conselhos sábios:

“Aquele que procura garantir o bem-estar dos outros já garantiu o seu próprio bem-estar”.

“Exija muito de si mesmo e espere pouco dos outros. Isto vai poupar-lhe muitos desgostos”.

“A natureza faz com que os homens se pareçam uns com os outros e que vivam juntos; a educação torna-nos diferentes e afasta-nos”.

“A natureza humana é boa, e a maldade é essencialmente antinatural”.

“Aquele que quer ser sábio procura a sabedoria em si mesmo; as pessoas comuns a procuram no outro”.

“As deficiências de um homem sempre se encaixam no seu tipo de mente. Observe as suas falhas e conhecerá as suas virtudes”.

“Os jovens e os serviçais são os mais difíceis de controlar. Se os tratar com familiaridade, tornam-se desrespeitosos; se os tratar com distanciamento, ficam magoados”.

“Não responda a uma palavra raivosa com outra do mesmo teor. É a segunda, a sua palavra, que certamente os levará ao confronto”.

O conhecimento

A educação e o conhecimento são uma parte essencial da filosofia de Confúcio. Este pensador realmente acreditava que a natureza humana é boa, mas deve ser cultivada e formada para atingir o seu melhor. O conhecimento é um caminho seguro para alcançar a virtude, e a virtude traz paz interior e felicidade. Os seguintes aforismos reflectem o seu pensamento sobre o assunto:

“Aquele que sabe o quanto precisa sempre tem o suficiente”.

“Um bom líder sabe o que é verdadeiro; um mau líder sabe o que se vende melhor”. 

“O homem que cometeu um erro e não o corrige comete um erro maior”.

“Aquele que de manhã conheceu a verdade já pode morrer ao anoitecer”.

“Um homem nobre tem uma mente aberta e sem preconceitos. O homem inferior tem uma mente tendenciosa e fechada”.

“Há três caminhos que nos levam à sabedoria: a imitação, a mais simples; a reflexão, a mais nobre; e a experiência, a mais amarga”.

“A ignorância é a noite da mente, mas uma noite sem lua e sem estrelas”.

Fonte: amenteemaravilhosa/edite casal

Aulas de yoga com cabras fazem sucesso

images

Aulas de yoga com cabras estão a fazer sucesso no estado do Oregon, nos EUA, e já têm 1200 pessoas em lista de espera.

Uma proposta feita pela mãe de uma criança que participava num aniversário na sua quinta de Albany, nos EUA, fez com que Lainey Morse juntasse a sua especialidade, a criação de cabras, e o yoga.

Há uns meses, esta mãe, uma professora de yoga, comentou que o espaço era perfeito para dar aulas e Morse concordou, mas deixou claro que as cabras tinham de fazer parte do projecto. Assim, nasceu uma ideia vencedora.

A dona da quinta explicou à comunicação social norte-americana que o facto de as cabras participarem nas aulas permite aliar o yoga à natureza e aos animais.

O “Goat Yoga” tornou-se um sucesso e as aulas são tão populares que cerca de 1200 pessoas estão em lista de espera para poder participar.

“A parte mais divertida para mim é observar as expressões das pessoas, quando uma pequena cabra se aproxima delas no momento em estão a fazer um exercício de yoga. É uma distracção, mas uma distração feliz”, afirmou Morse à “CNN”.

A dona na quinta referiu que pode parecer um disparate, mas que o “Goat Yoga” está a ajudar verdadeiramente as pessoas, porque as cabras são animais terapêuticos e prestam auxílio a pessoas que sofrem de várias patologias, depressão ou deficiências.

O yoga com cabras não cura doenças, mas, de acordo com Morse, ajuda as pessoas a lidar com o que estão a passar.

Fonte: JN

Feng Shui no espaço de trabalho

escritorio-mesa-estante-cadeira-home-office-prateleiras.jpg

“A forma como organiza e cuida do seu ambiente de trabalho pode influenciar directamente na sua produtividade”, garante a consultora Cristina Ventura, especializada nessa técnica oriental. Em baixo, verifique as dicas de organização que ela dá para si harmonizar esse espaço:

1. Para atrair boas realizações no trabalho, vale colocar uma lamparina (o elemento fogo, que representa o sucesso) atrás do computador. Outra opção é incluir um objecto triangular, como uma pirâmide, ou um objecto vermelho, a cor do sucesso.

2. Está precisando de mais calma e tranquilidade no trabalho? Pode conseguir isso incluindo uma planta na sua mesa de trabalho ou próxima dela, mesmo que seja um vaso pequeno. Entre as melhores espécies, estão: begônia, violeta e lírio-da-paz.

3. Usar um moldura com uma foto da família que goste, ajuda a melhorar a energia do ambiente, trazendo conforto e bem-estar. O mesmo vale para outros itens pessoas que tragam boas lembranças, seja com a família, os amigos, o seu animal de estimação ou aquela viagem inesquecível. Só não exagere, um ou dois itens desse tipo são suficientes.

4. Posicionando a sua mesa de trabalho de frente à porta de entrada, dá prioridade à sensação de bem-estar e segurança. Isso se dá por causa da visão ampla que é gerada do ambiente. Ainda nesse sentido, atrás de si deve existir uma parede, porém sem janelas.

Principais erros que prejudicam a energia do espaço de trabalho

* Acumulação de objectos sem uso
* Relógio parado
* Itens partidos
* Materiais antigos
* Objectos cortantes sobre a mesa – tesouras e x-actos devem ficar guardados nas gavetas
* Gavetas entupidas e desorganizadas – esses espaços simbolizam projectos futuros, portanto, precisam estar organizados
* Fios de aparelhos eletrónicos aparentes

O que não pode faltar na mesa de trabalho

* Uma planta natural
* Pedra turmalina negra – afasta a negatividade e ameniza ondas eletromagnéticas
* Organização material e virtual – elimine e-mails e arquivos não usados
* Material básico – menos é mais, então, deixe na mesa apenas o que realmente utiliza diariamente
* Lamparina – elemento fogo, que atrai o sucesso
* Peças de afecto – escolha uma dupla de objectos pequenos do lado direito da mesa para melhorar os relacionamentos e diálogos

Fonte: CasaeJardim Foto: Editora Globo

China. Buda de 600 anos emerge da água

O fundo do mar esconde os maiores tesouros. Um Buda com cerca de 600 anos foi descoberto debaixo de água num reservatório na China. Os arqueólogos acreditam que há mais por descobrir.

90021_770x433_acf_cropped

A estátua de um Buda, com 600 anos, foi descoberta submersa na água, na província de Jiangxi, na China. Foi no mês passado que um local avistou a cabeça do Buda, esculpido numa rocha, no reservatório de Hongmen. A estátua esteve durante anos submersa, mais concretamente desde 1960, quando o reservatório foi construído, mas a construção de um portão hidroelétrico fez com que a água baixasse cerca de 10 metros, permitindo a descoberta.

Os arqueólogos afirmam que a estátua pode datar da Dinastia Ming, entre 1368-1644, ou até mais cedo, da Dinastia Yuan. Foi também encontrada a base de um templo e acredita-se que o reservatório esteja construído sobre as ruínas da antiga cidade de Xiaoshi.

 O Buda, com cerca de 3,8 metros, terá sido esculpido pelos locais da antiga cidade, representando um espírito protetor para acalmar a corrente da água diz o local que fez a descoberta, Guan Zhiyong, à CNN. O certo é que a água ajudou a conservar a estátua, que continua surpreendentemente detalhada.

Se a estátua não fosse preservada na água podia ter sofrido danos irreversíveis com o clima, oxidação, entre outros” explica Xu Changqing, diretor do Instituto de Investigação de Arqueologia de Jiangxi.

Muitas relíquias culturais foram destruídas durante a Revolução Cultural, em 1960, que obrigou as pessoas a livrar-se de tudo o que fosse velho, feudal e supersticioso.

Agora os arqueólogos preparam um plano de preservação para a estátua, que tem atraído muitos locais e turistas até ao reservatório. O Buda pode ser só o começo de um tesouro inexplorado.

Fonte: Observador